Tutorial R Random Forest com exemplo

O que é floresta aleatória em R?

As florestas aleatórias baseiam-se numa ideia simples: “a sabedoria da multidão”. A agregação dos resultados de vários preditores fornece uma previsão melhor do que o melhor preditor individual. Um grupo de preditores é chamado de conjunto. Assim, esta técnica é chamada Ensemble Learning.

No tutorial anterior, você aprendeu como usar Árvores de decisão para fazer uma previsão binária. Para melhorar nossa técnica, podemos treinar um grupo de Classificadores de árvore de decisão, cada um em um subconjunto aleatório diferente do conjunto de trens. Para fazer uma previsão, apenas obtemos as previsões de todas as árvores individuais e, em seguida, prevemos a classe que obtém mais votos. Essa técnica é chamada Floresta Aleatória.

Passo 1) Importar os dados

Para garantir que você tenha o mesmo conjunto de dados do tutorial para Árvores de decisão, o teste do trem e o conjunto de testes são armazenados na Internet. Você pode importá-los sem fazer nenhuma alteração.

library(dplyr)
data_train <- read.csv("https://raw.githubusercontent.com/guru99-edu/R-Programming/master/train.csv")
glimpse(data_train)
data_test <- read.csv("https://raw.githubusercontent.com/guru99-edu/R-Programming/master/test.csv") 
glimpse(data_test)

Etapa 2) Treine o modelo

Uma maneira de avaliar o desempenho de um modelo é treiná-lo em vários conjuntos de dados menores e avaliá-los em relação a outro conjunto de testes menor. Isso é chamado de Validação cruzada F-fold recurso. R tem uma função para dividir aleatoriamente o número de conjuntos de dados quase do mesmo tamanho. Por exemplo, se k=9, o modelo é avaliado na pasta nove e testado no conjunto de teste restante. Este processo é repetido até que todos os subconjuntos tenham sido avaliados. Esta técnica é amplamente utilizada para seleção de modelos, especialmente quando o modelo possui parâmetros para ajustar.

Agora que temos uma maneira de avaliar nosso modelo, precisamos descobrir como escolher os parâmetros que melhor generalizam os dados.

A floresta aleatória escolhe um subconjunto aleatório de recursos e constrói muitas árvores de decisão. O modelo calcula a média de todas as previsões das árvores de decisões.

A floresta aleatória possui alguns parâmetros que podem ser alterados para melhorar a generalização da previsão. Você usará a função RandomForest() para treinar o modelo.

A sintaxe para Randon Forest é

RandomForest(formula, ntree=n, mtry=FALSE, maxnodes = NULL)
Arguments:
- Formula: Formula of the fitted model
- ntree: number of trees in the forest
- mtry: Number of candidates draw to feed the algorithm. By default, it is the square of the number of columns.
- maxnodes: Set the maximum amount of terminal nodes in the forest
- importance=TRUE: Whether independent variables importance in the random forest be assessed

Note: A floresta aleatória pode ser treinada em mais parâmetros. Você pode consultar o vinheta para ver os diferentes parâmetros.

Ajustar um modelo é um trabalho muito tedioso. Existem muitas combinações possíveis entre os parâmetros. Você não tem necessariamente tempo para experimentar todos eles. Uma boa alternativa é deixar a máquina encontrar a melhor combinação para você. Existem dois métodos disponíveis:

  • Pesquisa Aleatória
  • Pesquisa de grade

Definiremos os dois métodos, mas durante o tutorial treinaremos o modelo usando pesquisa em grade

Definição de pesquisa de grade

O método de busca em grade é simples, o modelo será avaliado sobre todas as combinações que você passar na função, usando validação cruzada.

Por exemplo, você deseja testar o modelo com 10, 20, 30 números de árvores e cada árvore será testada em um número de mtry igual a 1, 2, 3, 4, 5. Em seguida, a máquina testará 15 modelos diferentes:

    .mtry ntrees
 1      1     10
 2      2     10
 3      3     10
 4      4     10
 5      5     10
 6      1     20
 7      2     20
 8      3     20
 9      4     20
 10     5     20
 11     1     30
 12     2     30
 13     3     30
 14     4     30
 15     5     30	

O algoritmo avaliará:

RandomForest(formula, ntree=10, mtry=1)
RandomForest(formula, ntree=10, mtry=2)
RandomForest(formula, ntree=10, mtry=3)
RandomForest(formula, ntree=20, mtry=2)
...

Cada vez, a floresta aleatória experimenta uma validação cruzada. Uma deficiência da pesquisa em grade é o número de experimentações. Pode se tornar facilmente explosivo quando o número de combinações é alto. Para superar esse problema, você pode usar a pesquisa aleatória

Definição de pesquisa aleatória

A grande diferença entre a pesquisa aleatória e a pesquisa em grade é que a pesquisa aleatória não avaliará todas as combinações de hiperparâmetros no espaço de pesquisa. Em vez disso, ele escolherá aleatoriamente a combinação a cada iteração. A vantagem é diminuir o custo computacional.

Defina o parâmetro de controle

Você procederá da seguinte forma para construir e avaliar o modelo:

  • Avalie o modelo com a configuração padrão
  • Encontre o melhor número de mtry
  • Encontre o melhor número de maxnodes
  • Encontre o melhor número de ntrees
  • Avalie o modelo no conjunto de dados de teste

Antes de começar a explorar os parâmetros, você precisa instalar duas bibliotecas.

  • caret: biblioteca de aprendizado de máquina R. Se você tem instalar R com r-essencial. Já está na biblioteca
    • Jibóia: conda install -cr r-caret
  • e1071: biblioteca de aprendizado de máquina R.
    • Jibóia: instalação conda -cr r-e1071

Você pode importá-los junto com RandomForest

library(randomForest)
library(caret)
library(e1071)

Configuração padrão

A validação cruzada K-fold é controlada pela função trainControl()

trainControl(method = "cv", number = n, search ="grid")
arguments
- method = "cv": The method used to resample the dataset. 
- number = n: Number of folders to create
- search = "grid": Use the search grid method. For randomized method, use "grid"
Note: You can refer to the vignette to see the other arguments of the function.

Você pode tentar executar o modelo com os parâmetros padrão e ver a pontuação de precisão.

Note: Você usará os mesmos controles durante todo o tutorial.

# Define the control
trControl <- trainControl(method = "cv",
    number = 10,
    search = "grid")

Você usará a biblioteca caret para avaliar seu modelo. A biblioteca possui uma função chamada train() para avaliar quase todos aprendizado de máquina algoritmo. Dito de outra forma, você pode usar esta função para treinar outros algoritmos.

A sintaxe básica é:

train(formula, df, method = "rf", metric= "Accuracy", trControl = trainControl(), tuneGrid = NULL)
argument
- `formula`: Define the formula of the algorithm
- `method`: Define which model to train. Note, at the end of the tutorial, there is a list of all the models that can be trained
- `metric` = "Accuracy": Define how to select the optimal model
- `trControl = trainControl()`: Define the control parameters
- `tuneGrid = NULL`: Return a data frame with all the possible combination

Vamos tentar construir o modelo com os valores padrão.

set.seed(1234)
# Run the model
rf_default <- train(survived~.,
    data = data_train,
    method = "rf",
    metric = "Accuracy",
    trControl = trControl)
# Print the results
print(rf_default)

Explicação do código

  • trainControl(method=”cv”, number=10, search=”grid”): Avalie o modelo com uma pesquisa em grade de 10 pastas
  • train(…): Treina um modelo de floresta aleatório. O melhor modelo é escolhido com a medida de precisão.

Saída:

## Random Forest 
## 
## 836 samples
##   7 predictor
##   2 classes: 'No', 'Yes' 
## 
## No pre-processing
## Resampling: Cross-Validated (10 fold) 
## Summary of sample sizes: 753, 752, 753, 752, 752, 752, ... 
## Resampling results across tuning parameters:
## 
##   mtry  Accuracy   Kappa    
##    2    0.7919248  0.5536486
##    6    0.7811245  0.5391611
##   10    0.7572002  0.4939620
## 
## Accuracy was used to select the optimal model using  the largest value.
## The final value used for the model was mtry = 2.

O algoritmo usa 500 árvores e testou três valores diferentes de mtry: 2, 6, 10.

O valor final utilizado para o modelo foi mtry = 2 com precisão de 0.78. Vamos tentar obter uma pontuação mais alta.

Etapa 2) Pesquise o melhor mtry

Você pode testar o modelo com valores de mtry de 1 a 10

set.seed(1234)
tuneGrid <- expand.grid(.mtry = c(1: 10))
rf_mtry <- train(survived~.,
    data = data_train,
    method = "rf",
    metric = "Accuracy",
    tuneGrid = tuneGrid,
    trControl = trControl,
    importance = TRUE,
    nodesize = 14,
    ntree = 300)
print(rf_mtry)

Explicação do código

  • tuneGrid <- expand.grid(.mtry=c(3:10)): Construa um vetor com valor de 3:10

O valor final utilizado para o modelo foi mtry = 4.

Saída:

## Random Forest 
## 
## 836 samples
##   7 predictor
##   2 classes: 'No', 'Yes' 
## 
## No pre-processing
## Resampling: Cross-Validated (10 fold) 
## Summary of sample sizes: 753, 752, 753, 752, 752, 752, ... 
## Resampling results across tuning parameters:
## 
##   mtry  Accuracy   Kappa    
##    1    0.7572576  0.4647368
##    2    0.7979346  0.5662364
##    3    0.8075158  0.5884815
##    4    0.8110729  0.5970664
##    5    0.8074727  0.5900030
##    6    0.8099111  0.5949342
##    7    0.8050918  0.5866415
##    8    0.8050918  0.5855399
##    9    0.8050631  0.5855035
##   10    0.7978916  0.5707336
## 
## Accuracy was used to select the optimal model using  the largest value.
## The final value used for the model was mtry = 4.

O melhor valor de mtry é armazenado em:

rf_mtry$bestTune$mtry

Você pode armazená-lo e usá-lo quando precisar ajustar os outros parâmetros.

max(rf_mtry$results$Accuracy)

Saída:

## [1] 0.8110729
best_mtry <- rf_mtry$bestTune$mtry 
best_mtry

Saída:

## [1] 4

Etapa 3) Pesquise os melhores maxnodes

Você precisa criar um loop para avaliar os diferentes valores de maxnodes. Na sequênciawing código, você irá:

  • Criar uma lista
  • Crie uma variável com o melhor valor do parâmetro mtry; Obrigatório
  • Crie o laço
  • Armazene o valor atual de maxnode
  • Resumir os resultados
store_maxnode <- list()
tuneGrid <- expand.grid(.mtry = best_mtry)
for (maxnodes in c(5: 15)) {
    set.seed(1234)
    rf_maxnode <- train(survived~.,
        data = data_train,
        method = "rf",
        metric = "Accuracy",
        tuneGrid = tuneGrid,
        trControl = trControl,
        importance = TRUE,
        nodesize = 14,
        maxnodes = maxnodes,
        ntree = 300)
    current_iteration <- toString(maxnodes)
    store_maxnode[[current_iteration]] <- rf_maxnode
}
results_mtry <- resamples(store_maxnode)
summary(results_mtry)

Explicação do código:

  • store_maxnode <- list(): Os resultados do modelo serão armazenados nesta lista
  • expand.grid(.mtry=best_mtry): Use o melhor valor de mtry
  • for (maxnodes in c(15:25)) {… }: Calcule o modelo com valores de maxnodes começando de 15 a 25.
  • maxnodes=maxnodes: Para cada iteração, maxnodes é igual ao valor atual de maxnodes. ou seja, 15, 16, 17,…
  • key <- toString(maxnodes): Armazena como uma variável de string o valor de maxnode.
  • store_maxnode[[key]] <- rf_maxnode: Salva o resultado do modelo na lista.
  • resamples(store_maxnode): Organize os resultados do modelo
  • summary(results_mtry): Imprime o resumo de todas as combinações.

Saída:

## 
## Call:
## summary.resamples(object = results_mtry)
## 
## Models: 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15 
## Number of resamples: 10 
## 
## Accuracy 
##         Min.   1st Qu.    Median      Mean   3rd Qu.      Max. NA's
## 5  0.6785714 0.7529762 0.7903758 0.7799771 0.8168388 0.8433735    0
## 6  0.6904762 0.7648810 0.7784710 0.7811962 0.8125000 0.8313253    0
## 7  0.6904762 0.7619048 0.7738095 0.7788009 0.8102410 0.8333333    0
## 8  0.6904762 0.7627295 0.7844234 0.7847820 0.8184524 0.8433735    0
## 9  0.7261905 0.7747418 0.8083764 0.7955250 0.8258749 0.8333333    0
## 10 0.6904762 0.7837780 0.7904475 0.7895869 0.8214286 0.8433735    0
## 11 0.7023810 0.7791523 0.8024240 0.7943775 0.8184524 0.8433735    0
## 12 0.7380952 0.7910929 0.8144005 0.8051205 0.8288511 0.8452381    0
## 13 0.7142857 0.8005952 0.8192771 0.8075158 0.8403614 0.8452381    0
## 14 0.7380952 0.7941050 0.8203528 0.8098967 0.8403614 0.8452381    0
## 15 0.7142857 0.8000215 0.8203528 0.8075301 0.8378873 0.8554217    0
## 
## Kappa 
##         Min.   1st Qu.    Median      Mean   3rd Qu.      Max. NA's
## 5  0.3297872 0.4640436 0.5459706 0.5270773 0.6068751 0.6717371    0
## 6  0.3576471 0.4981484 0.5248805 0.5366310 0.6031287 0.6480921    0
## 7  0.3576471 0.4927448 0.5192771 0.5297159 0.5996437 0.6508314    0
## 8  0.3576471 0.4848320 0.5408159 0.5427127 0.6200253 0.6717371    0
## 9  0.4236277 0.5074421 0.5859472 0.5601687 0.6228626 0.6480921    0
## 10 0.3576471 0.5255698 0.5527057 0.5497490 0.6204819 0.6717371    0
## 11 0.3794326 0.5235007 0.5783191 0.5600467 0.6126720 0.6717371    0
## 12 0.4460432 0.5480930 0.5999072 0.5808134 0.6296780 0.6717371    0
## 13 0.4014252 0.5725752 0.6087279 0.5875305 0.6576219 0.6678832    0
## 14 0.4460432 0.5585005 0.6117973 0.5911995 0.6590982 0.6717371    0
## 15 0.4014252 0.5689401 0.6117973 0.5867010 0.6507194 0.6955990    0

O último valor de maxnode tem a maior precisão. Você pode tentar com valores mais altos para ver se consegue uma pontuação mais alta.

store_maxnode <- list()
tuneGrid <- expand.grid(.mtry = best_mtry)
for (maxnodes in c(20: 30)) {
    set.seed(1234)
    rf_maxnode <- train(survived~.,
        data = data_train,
        method = "rf",
        metric = "Accuracy",
        tuneGrid = tuneGrid,
        trControl = trControl,
        importance = TRUE,
        nodesize = 14,
        maxnodes = maxnodes,
        ntree = 300)
    key <- toString(maxnodes)
    store_maxnode[[key]] <- rf_maxnode
}
results_node <- resamples(store_maxnode)
summary(results_node)

Saída:

## 
## Call:
## summary.resamples(object = results_node)
## 
## Models: 20, 21, 22, 23, 24, 25, 26, 27, 28, 29, 30 
## Number of resamples: 10 
## 
## Accuracy 
##         Min.   1st Qu.    Median      Mean   3rd Qu.      Max. NA's
## 20 0.7142857 0.7821644 0.8144005 0.8075301 0.8447719 0.8571429    0
## 21 0.7142857 0.8000215 0.8144005 0.8075014 0.8403614 0.8571429    0
## 22 0.7023810 0.7941050 0.8263769 0.8099254 0.8328313 0.8690476    0
## 23 0.7023810 0.7941050 0.8263769 0.8111302 0.8447719 0.8571429    0
## 24 0.7142857 0.7946429 0.8313253 0.8135112 0.8417599 0.8690476    0
## 25 0.7142857 0.7916667 0.8313253 0.8099398 0.8408635 0.8690476    0
## 26 0.7142857 0.7941050 0.8203528 0.8123207 0.8528758 0.8571429    0
## 27 0.7023810 0.8060456 0.8313253 0.8135112 0.8333333 0.8690476    0
## 28 0.7261905 0.7941050 0.8203528 0.8111015 0.8328313 0.8690476    0
## 29 0.7142857 0.7910929 0.8313253 0.8087063 0.8333333 0.8571429    0
## 30 0.6785714 0.7910929 0.8263769 0.8063253 0.8403614 0.8690476    0
## 
## Kappa 
##         Min.   1st Qu.    Median      Mean   3rd Qu.      Max. NA's
## 20 0.3956835 0.5316120 0.5961830 0.5854366 0.6661120 0.6955990    0
## 21 0.3956835 0.5699332 0.5960343 0.5853247 0.6590982 0.6919315    0
## 22 0.3735084 0.5560661 0.6221836 0.5914492 0.6422128 0.7189781    0
## 23 0.3735084 0.5594228 0.6228827 0.5939786 0.6657372 0.6955990    0
## 24 0.3956835 0.5600352 0.6337821 0.5992188 0.6604703 0.7189781    0
## 25 0.3956835 0.5530760 0.6354875 0.5912239 0.6554912 0.7189781    0
## 26 0.3956835 0.5589331 0.6136074 0.5969142 0.6822128 0.6955990    0
## 27 0.3735084 0.5852459 0.6368425 0.5998148 0.6426088 0.7189781    0
## 28 0.4290780 0.5589331 0.6154905 0.5946859 0.6356141 0.7189781    0
## 29 0.4070588 0.5534173 0.6337821 0.5901173 0.6423101 0.6919315    0
## 30 0.3297872 0.5534173 0.6202632 0.5843432 0.6590982 0.7189781    0

A pontuação de precisão mais alta é obtida com um valor de maxnode igual a 22.

Etapa 4) Pesquise as melhores árvores

Agora que você tem o melhor valor de mtry e maxnode, pode ajustar o número de árvores. O método é exatamente igual ao maxnode.

store_maxtrees <- list()
for (ntree in c(250, 300, 350, 400, 450, 500, 550, 600, 800, 1000, 2000)) {
    set.seed(5678)
    rf_maxtrees <- train(survived~.,
        data = data_train,
        method = "rf",
        metric = "Accuracy",
        tuneGrid = tuneGrid,
        trControl = trControl,
        importance = TRUE,
        nodesize = 14,
        maxnodes = 24,
        ntree = ntree)
    key <- toString(ntree)
    store_maxtrees[[key]] <- rf_maxtrees
}
results_tree <- resamples(store_maxtrees)
summary(results_tree)

Saída:

## 
## Call:
## summary.resamples(object = results_tree)
## 
## Models: 250, 300, 350, 400, 450, 500, 550, 600, 800, 1000, 2000 
## Number of resamples: 10 
## 
## Accuracy 
##           Min.   1st Qu.    Median      Mean   3rd Qu.      Max. NA's
## 250  0.7380952 0.7976190 0.8083764 0.8087010 0.8292683 0.8674699    0
## 300  0.7500000 0.7886905 0.8024240 0.8027199 0.8203397 0.8452381    0
## 350  0.7500000 0.7886905 0.8024240 0.8027056 0.8277623 0.8452381    0
## 400  0.7500000 0.7886905 0.8083764 0.8051009 0.8292683 0.8452381    0
## 450  0.7500000 0.7886905 0.8024240 0.8039104 0.8292683 0.8452381    0
## 500  0.7619048 0.7886905 0.8024240 0.8062914 0.8292683 0.8571429    0
## 550  0.7619048 0.7886905 0.8083764 0.8099062 0.8323171 0.8571429    0
## 600  0.7619048 0.7886905 0.8083764 0.8099205 0.8323171 0.8674699    0
## 800  0.7619048 0.7976190 0.8083764 0.8110820 0.8292683 0.8674699    0
## 1000 0.7619048 0.7976190 0.8121510 0.8086723 0.8303571 0.8452381    0
## 2000 0.7619048 0.7886905 0.8121510 0.8086723 0.8333333 0.8452381    0
## 
## Kappa 
##           Min.   1st Qu.    Median      Mean   3rd Qu.      Max. NA's
## 250  0.4061697 0.5667400 0.5836013 0.5856103 0.6335363 0.7196807    0
## 300  0.4302326 0.5449376 0.5780349 0.5723307 0.6130767 0.6710843    0
## 350  0.4302326 0.5449376 0.5780349 0.5723185 0.6291592 0.6710843    0
## 400  0.4302326 0.5482030 0.5836013 0.5774782 0.6335363 0.6710843    0
## 450  0.4302326 0.5449376 0.5780349 0.5750587 0.6335363 0.6710843    0
## 500  0.4601542 0.5449376 0.5780349 0.5804340 0.6335363 0.6949153    0
## 550  0.4601542 0.5482030 0.5857118 0.5884507 0.6396872 0.6949153    0
## 600  0.4601542 0.5482030 0.5857118 0.5884374 0.6396872 0.7196807    0
## 800  0.4601542 0.5667400 0.5836013 0.5910088 0.6335363 0.7196807    0
## 1000 0.4601542 0.5667400 0.5961590 0.5857446 0.6343666 0.6678832    0
## 2000 0.4601542 0.5482030 0.5961590 0.5862151 0.6440678 0.6656337    0

Você tem seu modelo final. Você pode treinar a floresta aleatória com o seguintewing parâmetros:

  • ntree =800: 800 árvores serão treinadas
  • mtry=4: 4 recursos são escolhidos para cada iteração
  • maxnodes = 24: Máximo de 24 nós nos nós terminais (folhas)
fit_rf <- train(survived~.,
    data_train,
    method = "rf",
    metric = "Accuracy",
    tuneGrid = tuneGrid,
    trControl = trControl,
    importance = TRUE,
    nodesize = 14,
    ntree = 800,
    maxnodes = 24)

Etapa 5) Avalie o modelo

O cursor da biblioteca tem a função de fazer previsões.

predict(model, newdata= df)
argument
- `model`: Define the model evaluated before. 
- `newdata`: Define the dataset to make prediction
prediction <-predict(fit_rf, data_test)

Você pode usar a previsão para calcular a matriz de confusão e ver a pontuação de precisão

confusionMatrix(prediction, data_test$survived)

Saída:

## Confusion Matrix and Statistics
## 
##           Reference
## Prediction  No Yes
##        No  110  32
##        Yes  11  56
##                                          
##                Accuracy : 0.7943         
##                  95% CI : (0.733, 0.8469)
##     No Information Rate : 0.5789         
##     P-Value [Acc > NIR] : 3.959e-11      
##                                          
##                   Kappa : 0.5638         
##  Mcnemar's Test P-Value : 0.002289       
##                                          
##             Sensitivity : 0.9091         
##             Specificity : 0.6364         
##          Pos Pred Value : 0.7746         
##          Neg Pred Value : 0.8358         
##              Prevalence : 0.5789         
##          Detection Rate : 0.5263         
##    Detection Prevalence : 0.6794         
##       Balanced Accuracy : 0.7727         
##                                          
##        'Positive' Class : No             
## 

Você tem uma precisão de 0.7943%, que é superior ao valor padrão

Etapa 6) Visualizar o resultado

Por último, você pode observar a importância do recurso com a função varImp(). Parece que as características mais importantes são o sexo e a idade. Isto não é surpreendente porque as características importantes provavelmente aparecerão mais próximas da raiz da árvore, enquanto as características menos importantes aparecerão frequentemente próximas às folhas.

varImpPlot(fit_rf)

Saída:

varImp(fit_rf)
## rf variable importance
## 
##              Importance
## sexmale         100.000
## age              28.014
## pclassMiddle     27.016
## fare             21.557
## pclassUpper      16.324
## sibsp            11.246
## parch             5.522
## embarkedC         4.908
## embarkedQ         1.420
## embarkedS         0.000		

Resumo

Podemos resumir como treinar e avaliar uma floresta aleatória com a tabela abaixo:

Library Objetivo função Parâmetro
floresta aleatória Crie uma floresta aleatória Floresta Aleatória() fórmula, ntree = n, mtry = FALSE, maxnodes = NULL
caret Criar validação cruzada de pasta K treinarControl() método = “cv”, número = n, pesquisa =”grade”
caret Treine uma floresta aleatória Comboio() fórmula, df, método = “rf”, métrica = “Precisão”, trControl = trainControl(), tuneGrid = NULL
caret Prever fora da amostra predizer modelo, novos dados = df
caret Matriz de confusão e estatísticas confusãoMatrix() modelo, y teste
caret importância variável cvarImp() modelo

Apêndice

Lista de modelos usados ​​no cursor

names>(getModelInfo())

Saída:

##   [1] "ada"                 "AdaBag"              "AdaBoost.M1"        ##   [4] "adaboost"            "amdai"               "ANFIS"              ##   [7] "avNNet"              "awnb"                "awtan"              ##  [10] "bag"                 "bagEarth"            "bagEarthGCV"        ##  [13] "bagFDA"              "bagFDAGCV"           "bam"                ##  [16] "bartMachine"         "bayesglm"            "binda"              ##  [19] "blackboost"          "blasso"              "blassoAveraged"     ##  [22] "bridge"              "brnn"                "BstLm"              ##  [25] "bstSm"               "bstTree"             "C5.0"               ##  [28] "C5.0Cost"            "C5.0Rules"           "C5.0Tree"           ##  [31] "cforest"             "chaid"               "CSimca"             ##  [34] "ctree"               "ctree2"              "cubist"             ##  [37] "dda"                 "deepboost"           "DENFIS"             ##  [40] "dnn"                 "dwdLinear"           "dwdPoly"            ##  [43] "dwdRadial"           "earth"               "elm"                ##  [46] "enet"                "evtree"              "extraTrees"         ##  [49] "fda"                 "FH.GBML"             "FIR.DM"             ##  [52] "foba"                "FRBCS.CHI"           "FRBCS.W"            ##  [55] "FS.HGD"              "gam"                 "gamboost"           ##  [58] "gamLoess"            "gamSpline"           "gaussprLinear"      ##  [61] "gaussprPoly"         "gaussprRadial"       "gbm_h3o"            ##  [64] "gbm"                 "gcvEarth"            "GFS.FR.MOGUL"       ##  [67] "GFS.GCCL"            "GFS.LT.RS"           "GFS.THRIFT"         ##  [70] "glm.nb"              "glm"                 "glmboost"           ##  [73] "glmnet_h3o"          "glmnet"              "glmStepAIC"         ##  [76] "gpls"                "hda"                 "hdda"               ##  [79] "hdrda"               "HYFIS"               "icr"                ##  [82] "J48"                 "JRip"                "kernelpls"          ##  [85] "kknn"                "knn"                 "krlsPoly"           ##  [88] "krlsRadial"          "lars"                "lars2"              ##  [91] "lasso"               "lda"                 "lda2"               ##  [94] "leapBackward"        "leapForward"         "leapSeq"            ##  [97] "Linda"               "lm"                  "lmStepAIC"          ## [100] "LMT"                 "loclda"              "logicBag"           ## [103] "LogitBoost"          "logreg"              "lssvmLinear"        ## [106] "lssvmPoly"           "lssvmRadial"         "lvq"                ## [109] "M5"                  "M5Rules"             "manb"               ## [112] "mda"                 "Mlda"                "mlp"                ## [115] "mlpKerasDecay"       "mlpKerasDecayCost"   "mlpKerasDropout"    ## [118] "mlpKerasDropoutCost" "mlpML"               "mlpSGD"             ## [121] "mlpWeightDecay"      "mlpWeightDecayML"    "monmlp"             ## [124] "msaenet"             "multinom"            "mxnet"              ## [127] "mxnetAdam"           "naive_bayes"         "nb"                 ## [130] "nbDiscrete"          "nbSearch"            "neuralnet"          ## [133] "nnet"                "nnls"                "nodeHarvest"        ## [136] "null"                "OneR"                "ordinalNet"         ## [139] "ORFlog"              "ORFpls"              "ORFridge"           ## [142] "ORFsvm"              "ownn"                "pam"                ## [145] "parRF"               "PART"                "partDSA"            ## [148] "pcaNNet"             "pcr"                 "pda"                ## [151] "pda2"                "penalized"           "PenalizedLDA"       ## [154] "plr"                 "pls"                 "plsRglm"            ## [157] "polr"                "ppr"                 "PRIM"               ## [160] "protoclass"          "pythonKnnReg"        "qda"                ## [163] "QdaCov"              "qrf"                 "qrnn"               ## [166] "randomGLM"           "ranger"              "rbf"                ## [169] "rbfDDA"              "Rborist"             "rda"                ## [172] "regLogistic"         "relaxo"              "rf"                 ## [175] "rFerns"              "RFlda"               "rfRules"            ## [178] "ridge"               "rlda"                "rlm"                ## [181] "rmda"                "rocc"                "rotationForest"     ## [184] "rotationForestCp"    "rpart"               "rpart1SE"           ## [187] "rpart2"              "rpartCost"           "rpartScore"         ## [190] "rqlasso"             "rqnc"                "RRF"                ## [193] "RRFglobal"           "rrlda"               "RSimca"             ## [196] "rvmLinear"           "rvmPoly"             "rvmRadial"          ## [199] "SBC"                 "sda"                 "sdwd"               ## [202] "simpls"              "SLAVE"               "slda"               ## [205] "smda"                "snn"                 "sparseLDA"          ## [208] "spikeslab"           "spls"                "stepLDA"            ## [211] "stepQDA"             "superpc"             "svmBoundrangeString"## [214] "svmExpoString"       "svmLinear"           "svmLinear2"         ## [217] "svmLinear3"          "svmLinearWeights"    "svmLinearWeights2"  ## [220] "svmPoly"             "svmRadial"           "svmRadialCost"      ## [223] "svmRadialSigma"      "svmRadialWeights"    "svmSpectrumString"  ## [226] "tan"                 "tanSearch"           "treebag"            ## [229] "vbmpRadial"          "vglmAdjCat"          "vglmContRatio"      ## [232] "vglmCumulative"      "widekernelpls"       "WM"                 ## [235] "wsrf"                "xgbLinear"           "xgbTree"            ## [238] "xyf"