Como organizar requisitos como analista de negócios

Um requisito de negócios é um documento formal que atende às necessidades das partes interessadas para o projeto ou produto. Não existe um formato ou modelo padrão para apresentar os requisitos de negócios. No entanto, deve abranger a descrição do produto ou projeto com detalhes suficientes para discutir, analisar, documentar e validar.

Um requisito de negócios pode ser apresentado em qualquer um dos seguinteswing maneiras:

  • Uma tabela ou planilha
  • Um diagrama (fluxo de trabalho)
  • Um gráfico
  • Um modelo (diagrama entidade-relacionamento)
  • Um protótipo ou simulação
  • Uma frase estruturada ou modelo de texto

Como organizar e apresentar um requisito comercial

Abaixo estão as etapas para escrever e organizar requisitos como um Analista de Negócios.

Passo 1) Categorize os requisitos.

  • Coloque requisitos específicos para suas categorias relevantes.
  • Para as partes interessadas técnicas, deve haver uma categoria de requisitos técnicos; para as partes interessadas não técnicas, deve haver uma categoria de requisitos genéricos.
  • Cada organização deve descobrir qual categoria atende aos seus padrões.
  • A categorização também pode ser feita com base em seus tipos (funcional versus empresarial). Embora isso não seja aplicável a todos os casos.

Passo 2) Organize os requisitos.
Reúna e organize os requisitos em uma ordem lógica. Assim, quando as partes interessadas revisam os requisitos, é fácil navegar e também identificar itens ausentes.

Passo 3) Prepare uma lista.
Prepare uma lista dos requisitos que devem ser revisados ​​por partes interessadas específicas.

Por exemplo, se um interessado tiver formação técnica, ele gostaria de conhecer apenas o aspecto técnico do produto.

Passo 4) Use identificadores exclusivos.
Se o requisito de rastreamento entre si for difícil, use identificadores exclusivos, facilitando a rastreabilidade.

Passo 5) Requisito atual no método preferido das partes interessadas
Em determinados cenários, poderá ser necessário apresentar o mesmo requisito de maneiras diferentes para diferentes partes interessadas. Por exemplo, uma parte interessada prefere um formato gráfico enquanto a outra prefere um formato de frase estruturada.

Passo 6) Prepare um índice.
Crie um índice para todos os requisitos. Ajuda as partes interessadas a rastrear facilmente os requisitos.

Passo 7) Use ferramentas de análise de negócios.
Ferramentas de análise de negócios que ajudam na apresentação e categorização dos requisitos

Passo 8) Organize documentos de requisitos por fluxo de processo.
No seu documento de requisitos, remova todos os requisitos desnecessários e organize os documentos de requisitos por fluxo de processo.

Passo 9) Mapeie os requisitos.
Mapeie os requisitos que você reuniu para uma etapa específica de um fluxo de processo e isso ajudará os revisores a relacionar os requisitos ao fluxo do processo.

Passo 10) Use tabelas e marcadores.
Use uma tabela para apresentar complex requisitos. Use marcadores para destacar o aspecto principal do requisito.

Dicas úteis para escrever e apresentar um documento de requisitos de negócios

Para melhor apresentação e acompanhamento dos requisitos de negócio para as partes interessadas, aqui estão algumas dicas que podem ser úteis para BA (Analista de Negócios).

  • A categorização de requisitos consome tempo e pode não ser viável para todas as organizações criarem uma nova categoria a cada vez. Para melhores práticas, recomenda-se que exista um conjunto padrão de categorias que possa ser comumente utilizado por BAs, partes interessadas, especialistas no assunto e equipes técnicas.
  • Sua exigência deve ser preparada no contexto do seu público. Entenda quem são os principais atores, influenciadores e tomadores de decisão. (Partes interessadas, equipe técnica, desenvolvedores, etc.)
  • Defina um requisito de cada vez. Cada requisito deve ser atomeu.
  • Evite ambiguidade evitando siglas como etc., aprox., e assim por diante.
  • Não se refira a um requisito que ainda não foi definido.
  • Evite declarações duplicadas e contraditórias.
  • Quebrar complex requisitos em pontos gerenciáveis ​​e revisáveis.
  • Evite descrever como o sistema fará algo, apenas mencione o que o sistema fará.