Manipulação e funções de arquivo PHP()

O que é um arquivo?

Um arquivo é simplesmente um recurso para armazenar informações em um computador.

Os arquivos geralmente são usados ​​para armazenar informações como:

  • Definições de configuração de um programa
  • Dados simples, como nomes de contato no telefone numbers.
  • Imagens, fotos, fotos, etc.

Suporte a formatos de arquivo PHP

As funções de arquivo PHP suportam uma ampla variedade de formatos de arquivo que incluem:

  • Arquivo.txt
  • Arquivo.log
  • Arquivo.custom_extension, ou seja, arquivo.xyz
  • Arquivo.csv
  • Arquivo.gif, arquivo.jpg etc.
  • Os arquivos fornecem uma solução permanente e econômica de armazenamento de dados para dados simples em comparação com bancos de dados que exigem outros softwares e habilidades para gerenciar sistemas SGBD.
  • Você deseja armazenar dados simples, como logs de servidor para later recuperação e análise
  • Você deseja armazenar as configurações do programa, ou seja, program.ini

Função PHP arquivo()

PHP fornece uma maneira conveniente de trabalhar com arquivos por meio de sua rica coleção de funções integradas.

Operasistemas de controle como Windows e MAC OS não diferenciam maiúsculas de minúsculas enquanto Linux or Unix operasistemas de configuração diferenciam maiúsculas de minúsculas.

Adotar uma conversão de nomenclatura, como letras minúsculas apenas para nomenclatura de arquivos, é uma boa prática que garante compatibilidade máxima entre plataformas.

Vejamos agora algumas das funções de arquivo PHP mais comumente usadas.

Função PHP file_exists()

Esta função é usada para determinar se um arquivo existe ou não.

  • É útil quando queremos saber se um arquivo existe ou não antes de processá-lo.
  • Você também pode usar esta função ao criar um novo arquivo e desejar garantir que o arquivo ainda não exista no servidor.

A função file_exist tem o seguintewing sintaxe.

<?php
file_exists($filename); 
?>

AQUI,

  • “file_exists()” é a função PHP que retorna verdadeiro se o arquivo existir e falso se não existir.
  • “$file_name” é o caminho e o nome do arquivo a ser verificado

O código abaixo usa a função file_exists para determinar se o arquivo my_settings.txt existe.

<?php
if (file_exists('my_settings.txt'))
 {    
        echo 'file found!';
 } 
else
 {     
        echo 'my_settings.txt does not exist';
  } 
?>

Salve o código acima em um arquivo chamado file_function.php Supondo que você salvou o arquivo na pasta phptuts em htdocs, abra a URL http://localhost/phptuts/file_function.php no seu navegador você receberá o seguintewing resultados.

Função PHP file_exists()

Função PHP fopen()

A função fopen é usada para abrir arquivos. Tem o seguintewing sintaxe

<?php
fopen($file_name,$mode,$use_include_path,$context);
 ?>

AQUI,

  • “fopen” é a função de abrir arquivo do PHP
  • “$file_name” é o nome do arquivo a ser aberto
  • “$mode” é o modo em que o arquivo deve ser aberto, a tabela abaixo mostra os modos
Moda Descrição
r • Leia o arquivo desde o início.
• Retorna falso se o arquivo não existir.
• Somente leitura
r+ • Leia o arquivo desde o início
• Retorna falso se o arquivo não existir.
• Leia e escreva
w • Gravar no arquivo no início
• truncar arquivo para comprimento zero
• Se o arquivo não existir, tente criá-lo.
• Somente escrever
w+ • Gravar no arquivo no início, truncar o arquivo para comprimento zero
• Se o arquivo não existir, tente criá-lo.
• Leia e escreva
a • Anexar ao arquivo no final
• Se o arquivo não existir, tente criá-lo.
• Somente escrever
a+ • Php anexado ao arquivo no final
• Se o arquivo não existir, tente criá-lo
• Leia e escreva
  • “$use_include_path” é opcional, o padrão é falso, se definido como verdadeiro, a função também pesquisa no caminho de inclusão.
  • “$context” é opcional, pode ser usado para especificar o suporte ao contexto.

Função PHP fwrite()

A função fwrite é usada para gravar arquivos.

Tem o seguintewing sintaxe

<?php
fwrite($handle, $string, $length);
?>

AQUI,

  • “fwrite” é a função PHP para escrever em arquivos
  • “$handle” é o recurso de ponteiro de arquivo
  • “$string” são os dados a serem gravados no arquivo.
  • “$length” é opcional e pode ser usado para especificar o comprimento máximo do arquivo.

Função PHP fclose()

A função fclose() é usada para fechar um arquivo em php que já está aberto

Tem o seguintewing sintaxe.

<?php
fclose($handle); 
?>

AQUI,

  • “fclose” é o Função PHP para fechar um arquivo aberto
  • “$handle” é o recurso de ponteiro de arquivo.

Vejamos agora um exemplo que cria my_settings.txt.

Usaremos o seguintewing funções.

  • Fopen
  • Escrever
  • fperto

O código abaixo de “create_my_settings_file.php” implementa o exemplo acima.

Abra um arquivo
<?php 

$fh = fopen("my_settings.txt", 'w')

or

die("Failed to create file"); ?>
Fechando um arquivo
<?php

fclose($fh);

?>
Criar arquivo
<?php 

$fh = fopen("my_settings.txt", 'w') or die("Failed to create file"); 

$text = <<<_END 

localhost;root;pwd1234;my_database 

_END; 

fwrite($fh, $text) or die("Could not write to file"); 

fclose($fh); 

echo "File 'my_settings.txt' written successfully"; ?>    

Testando o código

Abra o URL http://localhost/phptuts/create_my_settings.php no seu browser.

Você receberá o seguintewing página

Função PHP fclose

Nota: se o seu disco estiver cheio ou você não tiver permissão para gravar arquivos, você receberá uma mensagem de erro.

Volte para o URL http://localhost/phptuts/file_function.php .

Que resultados você obtém?

Função PHP fgets()

A função fgets é usada para ler arquivos php linha por linha. Tem o seguintewing sintaxe básica. fgets($handle); AQUI,

  • “$fgets” é a função PHP para leitura de linhas de arquivo
  • “$handle” é o recurso de ponteiro de arquivo.

Vejamos agora um exemplo que lê o arquivo my_settings.txt usando as funções fopen e fgets.

O código abaixo read_my_settings.php implementa o exemplo acima.

<?php
$fh = fopen("my_settings.txt", 'r') or die("File does not exist or you lack permission to open it");
$line = fgets($fh);
echo $line; fclose($fh);
 ?>

AQUI,

  • A função “fopen” retorna o ponteiro para o arquivo especificado no caminho do arquivo
  • A função “die()” é chamada se ocorrer um erro. Exibe uma mensagem e existe execução do script

Função PHP copy ()

A função de cópia do PHP é usada para copiar arquivos. Tem o seguintewing sintaxe básica. copiar($arquivo,$arquivo_copiado); AQUI,

  • “$file” especifica o caminho e o nome do arquivo a ser copiado.
  • “copyed_file” especificou o caminho e o nome do arquivo copiado

O código abaixo ilustra a implementação

<?php
copy('my_settings.txt', 'my_settings_backup.txt') or die("Could not copy file");
echo "File successfully copied to 'my_settings_backup.txt'"; 
?>

Excluindo um arquivo

A função unlink é usada para excluir o arquivo. O código abaixo ilustra a implementação.

<?php
if (!unlink('my_settings_backup.txt'))
{
     echo "Could not delete file";
 }
else
{
     echo "File 'my_settings_backup.txt' successfully deleted"; 
}
 ?>

Função PHP file_get_contents()

A função file_get_contents é usada para ler todo o conteúdo do arquivo.

O código abaixo ilustra a implementação.

A diferença entre file_get_contents e fgets é que file_get_contents retorna os dados do arquivo como uma string enquanto fgets lê o arquivo linha por linha.

<?php
echo "<pre>"; // Enables display of line feeds
echo file_get_contents("my_settings.txt");
echo "</pre>"; // Terminates pre tag
?>

Resumo

  • Um arquivo é um recurso para armazenar dados
  • PHP possui uma rica coleção de funções integradas que simplificam o trabalho com arquivos.
  • Funções de arquivo comuns incluem fopen, fclose, file_get_contents
  • A tabela abaixo mostra um resumo das funções abrangidas
função Descrição
O arquivo existe Usado para determinar se um arquivo existe ou não
abrir Usado para abrir um arquivo. Retorna um ponteiro para o arquivo aberto
escrever Usado para gravar em arquivos
fperto Usado para abrir arquivos fechados
fgets Usado para ler um arquivo linha por linha
cópia Usado para copiar um arquivo existente
desvincular Usado para excluir um arquivo existente
file_get_contents Usado para retornar o conteúdo de um arquivo como uma string